O treinamento de corrida e as valências físicas: introdução

Muitas vezes, conversando com alunos e/ou interessados, nós professores somos interrogados com perguntas do tipo “quantas vezes por semana eu tenho que correr para ficar mais rápido?”, ou “para correr melhor, aumento as distâncias ou corro todos os dias?”, ou ainda “não consigo melhorar minha corrida, o que devo fazer?”

Infelizmente, para muitas pessoas, ser corredor significa correr, correr e correr. E muitos corredores ainda acreditam que a melhor forma de se treinar corrida é  correndo. Pois bem, com o intuito de facilitar o entendimento de alguns aspectos relacionados ao treinamento, hoje vamos dar início a uma sequência de textos que irão nos ajudar a aprender que não é apenas correndo que se treina corrida. Pelo contrário, existe muito mais do que se imagina dentro deste mundo.

Quando falamos em treinamento esportivo, estamos nos referindo a um programa organizado e sistematizado  de exercicios que tem como objetivo a melhora da performance de um indivíduo, sendo esta performance aplicada a alguma modalidade esportiva ou não.. Esta melhora será tanto maior quanto melhor for o desenvolvimento das valências físicas.

As valências físicas, por sua vez, são as  qualidades motoras passíveis de treinamento. Existe uma certa discussão a respeito de quais são, mas em uma divisão majoritária podemos separa-las em sete e elas são: a força, a velocidade, a flexibilidade, a agilidade, a resistência, a coordenação  e  o equilíbrio.  Ou seja, quando treinamos , estamos trabalhando uma ou mais das valências  ficias, e é a melhora das valências  que aumenta o nosso desempenho.

Um ponto interessante que merece atenção é que são vários os fatores interligados e que os mesmos necessitam de trabalhos diferentes para se desenvolver. Logo não se pode esperar que um único tipo de trabalho  contemple todas as valências. É por isso  que um treinamento com  qualidade deve incluir métodos de trabalho que ofereçam o maior número de estímulos, afim de se obter todos os ganhos possíveis.  Essa é a razão de porque devemos variar o  treinamento.

Bom por hoje vamos ficar por aqui. Como já deu pra ver, treinar corrida vai muito além de correr.  Nos próximos capítulos vamos analisar uma por uma as valências fisicas, ver quais são suas aplicações no treinamento de corrida e de que forma podemos incluí -las na periodização.

Então até a próxima.

Jhomyr Dias Modesto

Voltar

Telefone: 41 3154-5047

Whatsapp: 41 99547-5047

E-mail: contato@v8assessoria.com.br

Escritório V8: Rua Hugo Kinzelmann, 244 Campina do Siqueira.

Copyright © V8 Assessoria 2018. Todos os direitos reservados.