O treinamento de corrida e as valências físicas: a velocidade

Olá querido corredor. Vamos continuar nosso papo sobre as valências físicas e o treinamento de corrida? No último texto falamos um pouquinho sobre a força, se você não leu, corre lá ler. E hoje vamos falar sobre a velocidade. Opa, esse assunto parece ser mais próximo afinal corrida e velocidade tem tudo a ver, certo?! E se eu treino corrida, então também já estou treinando a velocidade? Bom, vamos conversar sobre isso.

A velocidade é considerada por muitos como um dos componentes mais importantes do desempenho esportivo, e ao mesmo tempo, uma das valências físicas com maior dificuldade de definição. Isso acontece porque não é possível enxergar a velocidade como um componente isolado. Para se ter idéia, uma das definições clássicas diz que “a velocidade é resultado da capacidade psíquica, cognitiva, coordenativa e do condicionamento, sujeita às influências genéticas, do aprendizado, do desenvolvimento sensorial e neuronal, bem como de tendões, músculo e capacidade de mobilização energética.” (Weineck, 1999:379).

 

Essa definição complexa resume como a velocidade é influenciada por diferentes fatores. Vamos entendê-los um pouco mais.

 

  • Fatores de condicionamento e aprendizagem – são os fatores naturais do indivíduo, como sexo, idade, talento, constituição corporal; e os fatores que o indivíduo desenvolveu com suas experiências como a técnica esportiva, movimentação e antecipação.
  • Fatores sensoriais, cognitivos e psicológicos – são aqueles relacionados com a capacidade do indivíduo de se ajustar as respostas no momento em que ocorrem. Aqui citamos a concentração, atenção seletiva, aceitação e processamento de informações, controle e regulação, motivação e força de vontade.
  • Fatores neurais – relacionados aos processos fisiológicos da atividade, como taxa de recrutamento de unidades motoras, coordenação intramuscular, ciclos de excitação/inibição no sistema nervoso central, potencial de ação, velocidade de propagação e inervação reflexa.
  • Fatores músculo-tendinosos – distribuição dos tipos de fibras, secção transversal das fibras musculares, velocidade de contração/relaxamento, elasticidade dos músculos e tendões, viscosidade muscular, comprimento dos músculos, suprimento de energia e temperatura intramuscular.

 

Como você pode ver, são muitas determinantes que influenciam nossa capacidade de gerar velocidade. Algumas dessas determinantes podem ser treinadas, outras aperfeiçoadas e algumas inalteradas.

Dentro do treinamento de corrida, precisamos otimizar os treinos com o objetivo de englobar o máximo de fatores possível, e assim obter uma melhora sistêmica e não isolada.

Corridas de aceleração, saídas de diferentes posições e planos, corridas curtas de velocidade, saltos (horizontais, alternados e verticais), corridas multidirecionais, corridas morro acima, corridas com tração (peso, elástico, vento) corridas estáticas e exercícios de reação são exemplos das formas de se trabalhar a velocidade.

 

Além disso é importante cuidar de alguns detalhes:

 

  • Treinos de velocidade recrutam muito o CORE, portanto, fortalecer essa região é essencial para melhorar a velocidade;
  • Músculos cansados, tensos ou rígidos irão atrapalhar o trabalho. Certifique-se de estar descansado e com a musculatura solta antes de iniciar trabalhos de velocidade;
  • Quanto menor a resistência mecânica, melhor o trabalho, portanto, mantenha seus músculos bem alongados;
  • Trabalhos de velocidade exigem muito dos músculos, além de necessitar da força. Sendo assim, seções de fortalecimento são essenciais para o sucesso.
  • Não deixe a vontade de acelerar interferir na técnica da sua corrida. Pelo contrário, quanto mais apurada for sua técnica, maior será sua velocidade. Por isso, trabalhe a técnica de corrida sempre que possível.
  • Treinos de velocidade são exaustivos e por vezes, dolorosos. Tenha isso em mente e não desista. Seu esforço será recompensado.

 

E é isso aí pessoal. Que tal começar a acelerar sua corrida? Lembre-se: nunca inicie nada por conta própria. Converse sempre com seu treinador e trabalhem juntos em busca do sucesso.

 

Bons treinos e até a próxima!

Voltar

Telefone: 41 3154-5047

Whatsapp: 41 99547-5047

E-mail: contato@v8assessoria.com.br

Escritório V8: Rua Hugo Kinzelmann, 244 Campina do Siqueira.

Copyright © V8 Assessoria 2018. Todos os direitos reservados.